sábado, 20 de abril de 2013

23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL DO LIVRO E DOS DIREITOS DE AUTOR



No 23 de Abril, celebra-se o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor. Esta data foi instituída pela UNESCO, em novembro de 1995, com o objetivo de promover o livro e a leitura.
O direito de autor é reconhecido pela Declaração Universal dos Direitos do Homem e pela Constituição da República Portuguesa, funcionando como garantia de defesa do património e dos valores culturais.

A data foi instituída para prestar tributo aos grandes autores da literatura mundial que nasceram ou morreram neste dia. É o caso de Cervantes, Shakespeare, Vladimir Nabokov, entre outros.
A ideia de celebrar este dia surgiu na Catalunha, onde é oferecida uma rosa a cada pessoa que compra um livro. Desde então, o dia 23 de Abril tem sido comemorado de diversas formas um pouco por todo o mundo. Todos os anos o Comité da UNESCO nomeia a Capital Mundial do Livro.

 Pesquisa efetuada na Internet:
 

Os alunos exploraram a obra "FLICTS" de Ziraldo e fizeram algumas reflexões

Trabalho colaborativo entre turmas e a Biblioteca Escolar no âmbito do Dia Internacional do Livro Infantil

Flicts era uma cor feia, só e aflita que não tinha ninguém para brincar. Ninguém queria ser sua amiga, porque ela era diferente de todas as outras. As cores gozavam com ela e ela sentia-se triste e só naquele mundo.

Ela foi procurando e não encontrou ninguém que a compreendesse. Procurou nas flores do jardim, na caixa de lápis de cor, nas ondas do mar, no arco-íris, nos semáforos, nas luzes das cidades... Não havia maneira de encontrar a sua cor...Flicts! Visitou muitos países, procurou nas suas bandeiras, mas nenhuma tinha a sua cor.

Quando parou, olhou para longe e percebeu que não tinha ninguém. Ela desistiu de procurar! Olhou para longe e foi subindo, subindo, subindo até que desapareceu e foi parar a um sítio onde ninguém a podia encontrar. Flicts estava cansada, mas finalmente, encontrou na Lua a sua cor!

É que a Lua vista de perto é…Flicts!

Será que Flicts é branca? Será que é cinzenta? Ou será que Flicts é uma cor que nunca ninguém viu?...
 
4º H Escola Básica de Mirante dos Sonhos
 
 
Um dia, ouvi uma história acerca de uma cor que se chamava Flicts . O próprio nome indica que se tratava de uma cor fora do comum, e também era solitária, triste e atormentada, ou seja, nada na Terra era Flicts.
 Um dia Flicts quis brincar com o arco-íris, mas este recusou,  para não se  interromper a ordem natural das coisas.
 Mais tarde Flicts procurou trabalho, mas era sempre rejeitado. Depois de percorrer o mundo parou, subiu ao e desapareceu porque o desgosto era tão grande que ele só queria fugir.
 Um dia, quando os astronautas observaram a lua bem de perto, descobriram quem era Flicts.
2º I Escola Básica de Mirante dos Sonhos

 
 
 
 



Sem comentários:

Enviar um comentário